logo

O País do Dinheiro: A História dos Super-ricos e Corruptos Que Estão a Roubar o Mundo e a Destruir a Democracia

  • Home
  • /
  • Catálogo
  • /
  • O País do Dinheiro: A História dos Super-ricos e Corruptos Que Estão a Roubar o Mundo e a Destruir a Democracia
pdf Veja por dentro
  • Autor
  • Coleção
  • ISBN 9789896686284
  • PVP 23.99 € (IVA incluído)
  • preço fixo até
  • 1ª Edição novembro de 2019
  • Edição atual 1
  • Páginas 400
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150x230x26,5 mm

Livro do Ano do Sunday Times

Livro do Ano do Economist

Livro do Ano do Times

Livro do Ano do Daily Mail

Finalista do Prémio Orwell

A história dos super-ricos e corruptos que estão a roubar o mundo e a destruir a democracia.

A democracia está a consumir-se a si própria, as desigualdades estão a aumentar e o sistema está a colapsar. Porquê?

Porque em 1962 alguns banqueiros londrinos tiveram uma ideia que mudou o mundo. Essa ideia chamava-se offshore e significava que, pela primeira vez, os ladrões podiam sonhar em grande — podiam roubar tudo. Este livro é a estonteante história da riqueza e poder no século XXI — é uma viagem ao mundo oculto dos novos cleptocratas e criminosos globais, passando pelos países pobres em que o dinheiro público é roubado e pelos países ricos onde é investido. De Angola à Ucrânia, do Reino Unido a Malta, O País do Dinheiro denuncia as instituições que se estão a transformar em operações de lavagem de dinheiro. É também um alerta para a forma como a manipulação das leis de uns países afeta as fundações de outros, incluindo alguns dos países mais estáveis do mundo.

O cenário é negro, mas ainda há tempo para resgatar a democracia das garras da corrupção.

 

Oliver Bullough cresceu no País de Gales, estudou História Contemporânea em Oxford e mudou-se para São Petersburgo em 1999, onde trabalhou como correspondente da Reuters nos sete anos seguintes.

Desde que regressou ao Reino Unido, em 2006, escreveu três livros. O primeiro — Let Our Fame Be Great — é sobre os povos do norte do Cáucaso. O segundo — The Last Man in Russia — é uma biografia de um padre ortodoxo dissidente, cuja vida espelha a da nação russa durante o século XX. O terceiro — O País do Dinheiro — conta a história dos super-ricos que romperam com o controlo democrático e formaram a sua própria comunidade global. Vive em Londres com a mulher e o filho. 

O País do Dinheiro foi considerado livro do ano pelo Sunday Times, The Economist, The Times e Daily Mail. Fez também parte da Shortlist do Prémio Orwell 2019.