• Autor Carrie Fisher
  • Ilustrador
  • Coleção Biografia
  • ISBN 9789896684334
  • PVP 18,79 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de fevereiro de 2019
  • 1ª Edição setembro de 2017
  • Edição atual 1.ª
  • Páginas 272
  • Apresentação capa dura
  • Dimensões 150 x 230 x 24,5 mm
  • Idade

Há muito tempo, num estúdio em Inglaterra...


«Passei tantos anos a não contar que eu e o Harrison tivemos um caso durante o primeiro filme Star Wars, que é difícil saber exatamente como contá-lo agora.»


Quando Carrie Fisher descobriu os diários que manteve durante as filmagens do primeiro Star Wars, ficou surpreendida com o que encontrou: poemas lamurientos, meditações ingénuas, e uma vulnerabilidade que mal conseguiu reconhecer. Hoje, a sua fama enquanto autora, atriz e ícone da cultura pop é indiscutível, mas, em 1977, Carrie era uma adolescente com uma paixão pelo seu coprotagonista, Harrison Ford.

Os excertos aqui partilhados são uma lembrança íntima e reveladora do que aconteceu no set de um dos mais famosos filmes de sempre  e o que se passou nos bastidores. É também uma reflexão sobre as alegrias e a loucura da celebridade, e o absurdo de uma vida nascida na realeza de Hollywood, ultrapassada pela sua própria realeza numa galáxia distante.
Divertido, hilariante e memorável, Os Diários da Princesa proporcionam uma visão perspicaz do tipo de estrelato que poucos alguma vez viverão.

Carrie Fisher foi atriz, escritora e humorista. De nacionalidade americana, foi famosa desde o seu nascimento, em 1956, fruto da celebridade dos pais, Debbie Reynolds e Eddie Fisher.


Tornou-se um ícone de impacto mundial ao interpretar a Princesa Leia na série Star Wars, papel que a havia de acompanhar ao longo de toda a vida e carreira, e que levaria a Disney a atribuir-lhe o título de Disney Legend postumamente, em 2017.


Combateu, ao longo da vida, o distúrbio bipolar que lhe foi diagnosticado, e tornou-se uma das vozes públicas mais importantes a advogar pela causa das doenças mentais. Faleceu, de ataque cardíaco, em dezembro de 2016.